21 de agosto de 2010 - II Encontro da ACervA Capixaba na Praia da Costa em Vila Velha-ES

21 de agosto de 2010 - II Encontro da ACervA Capixaba na Praia da Costa em Vila Velha-ES
Céu azul, piscina e muita cerveja artesanal marcou nosso II Encontro realizado na Praia da Costa em Vila Velha. Será que todos sairam bem depois de 60 litros de chope e várias garrafas do pessoal de Guarapari?!

contato@acervacapixaba.com.br

Faça contato conosco!!!

22 de out de 2008

Apreciadores de Cerveja

Caros Amigos

É impressionante a quantidade de pessoas que tenho conhecido nos últimos meses aqui no Espírito Santo que apreciam degustar cerveja. Por isso, cada vez mais surgem novas microcervejarias e pessoas interessadas em produzir sua própria cerveja; vejam o crescente número de Acervas e confrarias de cerveja que surgem a cada dia.

A origem da cerveja se perdeu no tempo; não há um registro exato de quando, onde e como surgiu a cerveja, o que existem são provas arqueológicas, portanto, cientificamente comprovadas e documentadas, da existência desta bebida, que hoje chamamos de cerveja, há mais de 6.000 anos antes de Cristo. Inclusive, há 3.000 anos antes de Cristo no Egito, a cerveja já era a bebida alcoólica mais consumida.

Na época de Cristo, a cerveja era consumida em grandes quantidades e o comércio e distribuição de cerveja já ocupava posição econômica importante, visto que já existiam leis para a tributação do produto. Acontece que nesta época, o vinho e o pão, tornaram-se símbolos importantes para o cristianismo e praticamente roubaram a cena da cerveja; lembrando que o pão ainda fazia parte dos ingredientes da cerveja. Com isso, o vinho tornou-se nobre e hoje é elitizado. Já naquela época o vinho era caro e raro, apenas os membros da nobreza tinham acesso ao vinho na forma de bebida alcoólica, como conhecemos hoje; o que chegava ao povo era na verdade um suco de uva extraído da mistura das sobras do bagaço da uva com as sobras de borra da fermentação do vinho.


A cerveja, por sua vez, consolidou-se como uma bebida popular por diversos aspectos:

  • a cerveja circula e é consumida por todas as classes socias; a classe A bebe cerveja, nem que seja a mais cara, e nas classes D e E a cerveja é a bebida mais consumida;

  • a cerveja é a bebida alcoólica de menor teor alcoólico, as pessoas as vezes consomem uma latinha de cerveja ou até mesmo um copo de chope apenas para matar a sede.

  • a cerveja é a bebida alcoólica mais barata;

  • a cerveja é a bebida alcoólica que mais combina com o verão, estação do ano preferida da maioria das pessoas;

  • a combinação da cerveja com tira gosto ou pratos regionais é extremamente fácil é saborosa; além do que, degustar uma cerveja especial junto com um bom prato de comida traz muito prazer ao paladar.

A cerveja percorre atualmente o mesmo caminho traçado pelo vinho há algumas décadas, porém, ainda será necessário algum tempo para que a cerveja especial, aquela "diferente" da que a maioria das pessoas estão acostumadas a beber, ganhe espaço e se estabeleça definitivamente na mesa dos bares brasileiros; será necessário paciência e empenho para que se quebre a hegemonia do gosto das grandes marcas e, então, aquelas cervejas com sabor, aroma e aparência diferentes do que hoje é massificado passem a ser valorizadas e apreciadas cada vez mais e por mais pessoas.


Um brinde à nossa cerveja de cada dia...


Barone

Um comentário:

Iron disse...

Grande Barone, parabéns pelo blog e pelas excelentes matérias, sempre ricas em informações. Concordo sobre a grande amplitude democrática da cerveja, sem sombra de dúvida a bebida mais versátil tanto em faixas sociais de consumo, como também em harmonizações. Até com bolo de chocolate combina! Esses dias tomei uma porter de sobremesa com bolo de chocolate e fiquei com uma das melhores recordações de cervejas guardadas em minha memória...

Grande abraço e espero em breve tomarmos boas cervejas juntos.

Iron