21 de agosto de 2010 - II Encontro da ACervA Capixaba na Praia da Costa em Vila Velha-ES

21 de agosto de 2010 - II Encontro da ACervA Capixaba na Praia da Costa em Vila Velha-ES
Céu azul, piscina e muita cerveja artesanal marcou nosso II Encontro realizado na Praia da Costa em Vila Velha. Será que todos sairam bem depois de 60 litros de chope e várias garrafas do pessoal de Guarapari?!

contato@acervacapixaba.com.br

Faça contato conosco!!!

11/11/2010

Japão: Um cientista cria cerveja que ajuda a combater rugas

Um cientista japonês diz que inventou uma cerveja que mantém as rugas à distância.
Sho Sind, cientista-chefe do Akita Research Institute of Food and Brewing no Japão, alega que inventou uma cerveja que funciona como uma máscara facial e dará uma pele lisa, sem rugas.

"Eu queria que a nossa cerveja, não só tivesse bom gosto, mas também trouxesse alguns benefícios à saúde. As marcas locais de cerveja não podem sobreviver no mercado competitivo, a menos que tenham algumas características únicas", disse Sind.

A cerveja é considerada rica em lúpulo e polifenóis que, supostamente, bloqueiam uma enzima responsável por rugas e flacidez da pele.

O lúpulo contém diversas características que os cervejeiros desejam na cerveja: ele contribui com um gosto amargo que equilibra a doçura do malte, o lúpulo também contribui com aromas e sabores florais, cítricos e herbais para a cerveja; o lúpulo possui um efeito antibiótico que favorece a atividade da levedura cervejeira com relação a microrganismos menos desejáveis; e a utilização do lúpulo contribui para a retenção da coroa de espuma, para o período de tempo que a camada de espuma gerada pela carbonatação irá durar.

Os polifenóis, por outro lado, são um grupo de substâncias encontradas em plantas que têm propriedades antioxidantes. Os pesquisadores disseram que os polifenóis podem reduzir o risco de doenças cardíacas e câncer. Para aproveitar esses benefícios, os médicos recomendam o consumo moderado de cerveja.
Sind estudou microbiologia na Universidade de Tsukuba. Seu interesse em polifenóis começou depois que ele começou a trabalhar em uma cervejaria em 1988. Ele percebeu que a pessoa que tirava amostras de cerveja tinha uma compleição muito boa. Sua investigação o levou a concluir que os polifenóis são responsáveis para a pele livre de rugas do homem.

Quando Sind iniciou suas atividades no Akita Research Institute, em 1995, ele desenvolveu mais tarde uma nova cerveja que supostamente contém mais polifenóis que as outras marcas.
"Eu perguntei se havia algo na cerveja que fez a aparência do funcionário ser tão boa, sem rugas. Queria descobrir qual era o ingrediente secreto, e criar um novo produto", explicou.

Para aqueles que não se fartam de cerveja, podem ir adiante até uma imersão em uma banheira com sua bebida favorita.

Spas de cerveja na Áustria, Alemanha e República Checa são famosos por este mergulho relaxante, que é supostamente bom para a pele. "A cerveja é muito boa para a pele, por causa das vitaminas e do fermento. É a limpeza e secagem", de acordo com Hedwig Bauer, proprietária do Moorhof Landhotel em Franking, na Áustria.

Fonte: BelgianShop WeekLetter 1415
(Traduzido)

Sirva cerveja em casa da forma correta

Aqui é a maneira perfeita para servir uma cerveja em casa, tal como recomendado pela União dos Cervejeiros Belgas:

Antes de qualquer coisa, cerveja em garrafa deve ser armazenada em um local escuro e seco. A fim de resfriar a cerveja corretamente, coloque as garrafas no refrigerador pelo menos 24 horas antes de servir. A temperatura para servir as cervejas para matar a sede é de +/- 3°C, a temperatura para as cervejas gourmet: +/- 6 a 8°C.
Limpe os copos com água fria na qual um bom detergente neutro foi dissolvido e lavar abundantemente com água corrente. Os copos para cervejas gourmet devem ser secos naturalmente.

Se você escolher cerveja para matar a sede, sirva-a toda de uma vez. Incline o copo ligeiramente para um lado e depois o eleve gradualmente para a posição vertical.
Deixe que o fluxo de espuma fluir ao longo dos lados e depois remova o excesso de espuma com uma faca limpa. Lavar o exterior do copo.

A cerveja gourmet é servida lentamente de modo a criar uma rica coroa de espuma.

Deixe um pouco de cerveja na garrafa, de modo que o copo possa ser completado posteriormente.

Para cervejas que são refermentadas na garrafa, deixe o depósito de fermento no fundo da garrafa e apresente a garrafa com o copo.

Fonte: BelgianShop WeekLetter 1413

Alguns goles de café, cerveja e cachaça potencializam as características do chocolate.

Se você pretende apenas combinar prazeres, no entanto, o ideal é deixar a água de lado e procurar a bebida que melhor ressalte o sabor do seu chocolate. Café, cerveja, cachaça. Alguns goles são capazes de potencializar as mais marcantes características do doce.

Para o especialista em cachaça Jairo Martins da Silva, as mais envelhecidas e aromáticas, com teor alcoólico mais elevado, vão bem com um chocolate amargo, por exemplo. Já para a sommelier de cervejas Cilene Saorim não há nada que não combine com cerveja, com a "vasta quantidade de estilos e ampla possibilidade sensorial"

Ela brinca, "chocolates para iniciantes [ao leite] vão bem com cervejas para iniciantes [menos potentes]. Já para acompanhar um meio-amargo, o ideal é uma cerveja com mais estrutura, corpo e amargor". No caso do café, Ensei Neto, um dos maiores entendidos no assunto do Brasil, diz que há dois mecanismos para fazer uma degustação casada com chocolate. "O segredo vai ser o serviço do café. Se quisermos evidenciar características sutis do chocolate, trabalhamos com uma bebida de concentração intermediária, para os sabores não brigarem."

Fonte: Folha de São Paulo, por Luiza Fecarotta – 04/04/2010

Mulheres que bebem podem engordar menos, diz estudo

Um estudo realizado nos Estados Unidos sugere que mulheres com peso normal que bebem moderadamente ganham menos peso e correm menos risco de ficarem obesas do que as que não bebem.
A pesquisa, publicada na edição de março/2010 da revista científica Archives of Internal Medicine, analisou cerca de 19 mil mulheres acima dos 39 anos, com peso considerado normal (índice de massa corporal entre 18.5 e 25), por um período médio de 13 anos.
RECOMENDAÇÃO:
Apesar dos resultados, os cientistas afirmam que os benefícios e reações adversas do álcool em cada indivíduo deve ser analisado antes de recomendar o consumo.

VOCÊ SABIA?!!!

Não há cerveja sem lúpulo
No processo de elaboração de cerveja, o lúpulo atua como agente conservante e aromatizante, adicionando um sabor amargo que compensa a doçura da maltose ou açúcar do malte. Lúpulo também adicionar um aroma que lembra um cheiro cítrico de pinho.
A elaboração de cerveja nem sempre incluiu o lúpulo, e o seu uso como um ingrediente só surgiu na Europa por volta de 1.100 d.C. O uso de lúpulo ajudou a produzir mais cerveja a partir da mesma quantidade de malte.

Quem bebe mais

Os campeões
No topo da lista dos países que mais consomem bebidas alcoólicas por pessoa ao ano, estão países como Rússia, Ucrânia, Letônia, Lituânia. As bebidas destiladas são as preferidas.
Os moderados
Países europeus, como França, Itália, Espanha, Suíça e Portugal, registram um consumo per capita alto de álcool. No entanto, o consumo é diferente: uma ou duas doses, todos os dias, o que traz menos riscos.
Americanos: Nos Estados Unidos, o consumo de álcool é mediano.
Fonte: O Estado de São Paulo, por Karina Toledo – 02/04/2010

25/07/2010

Com 41% de teor alcoólico, nova cerveja escocesa é a mais forte do mundo

A cervejaria escocesa BrewDog acaba de lançar a cerveja com maior teor alcoólico do mundo: 41%. Batizada Sink the Bismarck (o nome faz referência ao moderno navio alemão utilizado na Segunda Guerra Mundial), a bebida é 1% mais forte do que a alemã Schorschbock e possui percentual semelhante aos de destilados como vodca e cachaça.
Para se ter uma ideia, as cervejas mais consumidas no Brasil, do tipo pilsen, têm entre 3,5% e 5% de teor alcoólico.
Também nesta linha de cervejas fortes, chegou com exclusividade ao Brasil, no fim de janeiro, a norte-americana Samuel Adams Utopias 2009, que possui 25% de graduação alcoólica. Uma das mais caras do mundo, a bebida custa R$ 750 (a garrafa de 550 ml) ou R$ 75 (a dose de 50 ml).
Cerveja escocesa tem percentual alcoólico semelhante ao da vodca e da cachaça.
Fonte: Folha Online – 23/02/2010